Notícias

Explosão na Usiminas, em Ipatinga!
10/08/2018
A explosão fez a usina ser evacuada no começo desta tarde. Trinta e quatro pessoas foram levadas para o hospital, a princípio nenhuma em estado grave. Apenas uma das vítimas teve suspeita de intoxicação. A fábrica foi fechada e não há previsão de retorno.

Por volta das 18h45, os bombeiros informaram que o número de feridos era 34 e não 30, como divulgado no começo da tarde. Nenhum estava em estado grave. Dessas 34, uma teve ferimento no rosto, uma teve suspeita de intoxicação e, as demais, quadros de mal súbito decorrente de pânico ou inalação de gás. Algumas vítimas já tinham sido liberadas no começo da noite.

Um fator que ajudou a evitar uma tragédia foi o fato de a fábrica estar em horário de almoço no momento da explosão. Assim, os trabalhadores não estavam sem seus postos, mas no refeitório, longe do local da explosão.

A Usiminas informou em nota que as pessoas foram levadas para um hospital da região e que "todas estão bem, com quadro clínico estável, e apenas uma pessoa com suspeita de intoxicação. A população de Ipatinga deve permanecer tranquila nesse momento, todas as primeiras providências foram tomadas".

De acordo com a siderúrgica, dois gasômetros explodiram dentro da empresa. Os bombeiros dizem que o tanque continha uma mistura de gases utilizada na produção de aço, denominada LDG (Linz Donawitz Gás), também chamado gás de aciaria. Os outros dois tanques idênticos, próximos ao que explodiu, foram "inertizados".

O Corpo de Bombeiros informou que como a combustão do gás foi praticamente instantânea, não houve incêndio decorrente da explosão. Mas, por causa do aquecimento dos materiais próximos ao tanque, começaram alguns pequenos focos, já controlados. Equipes realizam o resfriamento de materiais próximos no momento.

Um funcionário da Usiminas, que não quis se identificar, disse que parecia um cenário de guerra: "Deu um estrondo absurdo e o prédio onde eu estava balançou, aparentando que estava caindo alguma coisa. Até agora o ouvido está ruim. Aquela correria, parecendo cenário de guerra, não bom de vivenciar. Tem todo um processo de segurança, estamos todos preparados para situações como esta e seguimos conforme simulações e nos destinamos para ponto de encontro fora da área de risco", disse ele.
"Como gerou muita poeira, o pessoal ficou sem saber se era gás ou poeira", completou.

O advogado Lucas Henrique Sales que mora perto da Usiminas disse que houve um estrondo no momento do acidente. “Moro a uma distância de 1km mais ou menos. Bem perto mesmo. Estávamos aqui tendo um dia normal e lembro de estar em pé na porta de entrada da casa, quando de repente houve um estrondo que estremeceu a casa. Lembro das cortinas voando e a janela tremendo, coisa que nunca vi. Difícil até comparar com algo porque nunca presenciei algo assim. Logo após, saí pela porta e as pessoas todas em pé se perguntando o que aconteceu. Só conseguíamos ver as fumaças pelo ar vindo direto da usina", contou.

Fonte: G1 Globo - g1.globo.com/mg/minas-gerais/noticia/2018/08/10/veja-o-momento-da-explosao-que-aconteceu-na-usiminas-em-ipatinga-no-vale-do-aco.ghtml
Foto: Site O Tempo - www.otempo.com.br/cidades/explos%C3%A3o-em-gas%C3%B4metro-da-usiminas-em-ipatinga-causa-p%C3%A2nico-na-cidade-1.2011909
Realização
Apoio
Expositor
Organização

Fale Conosco

Contato

Fone

(51) 3093-2777 | (51) 3094-2777

Secretaria

Luiz Basso Produções e Eventos

Telefones: +55 51 3093-2777 / 3094-2777
E-mail: emergenciars@luizbasso.com.br

Endereço: Av. Bento Gonçalves, 1403 sala 1309
CEP: 90650-002
Porto Alegre/RS